Curso de Graduação em
Agronomia

RECONHECIMENTO E AVALIAÇÕES

Curso de Agronomia da UFV novamente reconhecido como o melhor do País, segundo Ranking da

Folha de São Paulo 2018

No dia 12 de outubro comemora-se o dia do Engenheiro Agrônomo. Trata-se de uma data especialmente particular pois também é feriado nacional em que se comemora a dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil segundo tradição Cristã, pelos Católicos. Nesse contexto a Universidade Federal de Viçosa (UFV) recebe com imensa alegria a notícia de que o curso de Agronomia da  UFV  novamente foi reconhecido como o melhor curso de Agronomia do País, de acordo com ranking nacional de Universidades e Cursos da Folha de São Paulo (um dois maiores veículos de comunicação do Brasil – link: http://ruf.folha.uol.com.br/2018/ranking-de-cursos/agronomia/ ). Em 2° lugar ficaram o Curso de Agronomia da Universidade de São Paula-USP (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz em Piracicaba-SP) e em 3° o curso de Agronomia da Universidade Federal de Lavras (UFLA, em Lavras, MG).

O RUF (Ranking Universitário Folha) é uma avaliação anual do ensino superior do Brasil feita pela Folha desde 2012. Há dois produtos principais: o ranking de universidades e os rankings de cursos. No ranking de universidades estão classificadas as 196 universidades brasileiras, públicas e privadas, a partir de cinco indicadores: pesquisa, internacionalização, inovação, ensino e mercado. Neste Ranking, em 2018 a UFV está na 15° posição entre as Instituições de Ensino Superior do Brasil.
No ranking de cursos é possível encontrar a avaliação de cada um dos 40 cursos de graduação com mais ingressantes no Brasil de acordo com o último Censo da Educação Superior disponível, como administração, direito, medicina e agronomia, a partir de dois indicadores: ensino e mercado. Nos rankings de cursos além das universidades, também são avaliados centros universitários e faculdades. Os dados que compõem os indicadores de avaliação do RUF são coletados pela Folha nas bases do Censo da Educação Superior Superior do Inep-MEC, Enade, SciELO, Web of Science, Inpi, Capes, CNPq, fundações estaduais de fomento à ciência e em duas pesquisas anuais feitas pelo Datafolha.

O Ensino tem peso de 64% do total da avaliação é subdividido em quatro componentes: Avaliadores do MEC (40%), refere-se a Pesquisa feita pelo Datafolha em 2016, 2017 e 2018 com uma amostra de 2.381 entrevistas professores distribuídos pelo país para analisar a qualidade de cursos superiores. Percentual de professores da instituição que têm doutorado ou mestrado  (8%) e percentual de docentes que trabalham em regime de dedicação integral ou de dedicação parcial (8%). Os 8% restantes leva em conta a nota média da universidade no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes nos anos anteriores.

Os 36% restantes do peso na avaliação geral refere-se ao Mercado c

Considera a opinião de 5.444 profissionais de RH consultados pela Datafolha em 2016, 2017 e 2018 sobre preferências de contratação pelas empresas.
Desde que o Ranking da Folha começou a ser divulgado em 2013, o curso de Agronomia da UFV ficou em primeiro ugar em todas as avaliações, com exceção de 2016, em que ficou em 2° lugar. 

Segundo o Coordenador do Curso de Agronomia da UFV, professor Leonardo Duarte Pimentel, “essa notícia traz muito orgulho para UFV e também uma enorme responsabilidade para a comunidade acadêmica Esaviana: a de continuar na vanguarda do ensino, pesquisa e extensão na área de ciências agrárias de um país que tem o agronegócio como mola motriz da economia. O Brasil saiu de importador de alimentos na década de 70 para ser o segundo maior exportador de alimentos do mundo hoje, atrás apenas dos EUA, que é o maior produtor e exportador mundial. Ainda segundo o professor, além do empreendedorismo e coragem dos nossos produtores agrícolas, isso se deve em grande parte às instituições de ensino superior de excelência e renome mundial na área agronômica, que por sua vez criaram a base tecnológica e a força de trabalho qualificada que permitiram ao Brasil alcançar níveis de produtividade elevados e explorar solos de baixa fertilidade como os do cerrado, os quais apresentam hoje níveis de produtividade superiores à de países europeus que possuem solos férteis e agricultura subsidiada. Portanto, o fato da agronomia UFV encabeçar esse ranking no meio de gigantes como USP, UFLA, UFRGS (dentre outras) nos deixa honrados e mostra  para sociedade brasileira a importância do Ensino Superior público de qualidade!

Agronomia UFV: cultivando pessoas que transformarão o mundo!” 

Fonte: Folha de São Paulo (http://ruf.folha.uol.com.br/2018)

SAIBA MAIS SOBRE A UFV

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress